Quem Somos

A AME nasceu em 1990, fruto da iniciativa de um grupo de pais e amigos de pessoas com deficiência, empregados da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, interessadas em oferecer alternativas de atendimento especializado e melhores perspectivas de qualidade de vida a seus familiares, fundavam a Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais.

Da mobilização inicial, até os dias hoje, a AME vem se desenvolvendo de forma sólida, ocupando lugar de destaque entre as instituições sociais do gênero, pela qualidade eficiência e seriedade com que realiza os serviços, atraindo cada vez mais clientes e associados.

Ao mesmo tempo, a AME foi afirmando seu caráter militante na defesa pelos direitos da pessoa com deficiência, lutando lado a lado com grupos e organizações afins.

Há aproximadamente dez anos, embalada pela militância em prol dos cidadãos com algum tipo de deficiência, o foco se ampliou. A AME passou alinhar seus objetivos e atuação com as mudanças sociais que colocavam a inclusão no centro do debate da cidadania, vista em seu conceito mais abrangente. Trata-se de uma tendência mundial e a assinatura do Brasil na Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, em 2009, reforça ainda mais a perspectiva.

A mudança formatou uma dinâmica afinada com os anseios de uma sociedade que efetivamente inclua todos os cidadãos. “A AME não é o lugar dessas pessoas, nosso papel é apoiar a inserção desse cidadão em todos os ambientes sociais, no gozo de todos os seus direitos”, diz José de Araújo Neto, presidente e um dos fundadores da AME.

Para incluir, a AME consolidou a expertise conquistada em anos de experiência clínica e relacional para oferecer ao mercado um significativo leque de soluções capaz de apresentar a ferramenta ideal para a necessidade de cada empresa, privada ou pública.

“Todos queremos e temos direito ao trabalho, educação, lazer, etc. O desafio do momento é estender às pessoas com deficiência as mesmas condições de participação que usufruem os demais cidadãos”, afirma Araújo. Ele ressalta que “as entidades precisam estar sintonizadas com esse desafio e aportar o seu conhecimento e experiência na construção de um ambiente social inclusivo, apoiando e estimulando iniciativas que valorizem a cidadania e o protagonismo das pessoas com deficiência”. 

Vagas recentes

FONOAUDIOLOGO #1515
Continuar lendo...

São Paulo - SP     2 Vagas     R$ 3200,00    


INTÉRPRETE DE LIBRAS #1513
Continuar lendo...

São Paulo - SP     1 Vaga     R$ 4186,00    



AUXILIAR ADMINISTRATIVO #1509
Continuar lendo...

Ribeirão Preto - SP     3 Vagas     R$ 1600,00        


AUXILIAR ADMINISTRATIVO #1510
Continuar lendo...

Ribeirão Preto - SP     3 Vagas     R$ 1600,00